Notícias

Postado em 24/12/2016 4:29

Descontos de até 30% deixam táxi até mais barato que Uber

.

Share Button
Share Button

Ele chegou chegando. Serviço diferenciando e tarifas muito abaixo das praticadas pelos taxis. Caiu nas graças dos baianos. Só tinha um defeito, uma tal de tarifa dinâmica. Mas quando percebeu que estava reinando no pedaço, começou a pisar na bola. Era tarifa dinâmica pra cá, tarifa dinâmica pra lá… Foi aí que os taxistas, que até então só queriam saber de brigar com o concorrente, resolveram contra atacar e oferecer descontos de até 30%. Com a concorrência acirrada quem lucra é o usuário.

A gerente de marketing Lívia Lima, 36 anos, foi uma das que caiu de amores pelo Uber. Mas numa noite de sábado, quando precisou do serviço, passou a rever o relacionamento. Ela precisava se deslocar da Barra para Itapuã. Sacou o celular e acionou o seu aplicativo preferido para garantir um jeito seguro e barato de voltar para casa. Nesse dia,  esse paradigma começou a se quebrar.

Isso porque, quando a demanda de chamados é maior que o número de carros disponíveis em determinada área da cidade, o tal preço dinâmico pode duplicar ou até triplicar o valor da corrida.  “A estimativa com o preço dinâmico estava chegando a R$80. Achei muito caro”. Lívia então entrou no aplicativo 99 Taxi, que lhe daria 30% de desconto. Apostou e seu deu bem. A corrida deu R$64,39, mas com o desconto, baixou para R$45,07. “Valeu muito a pena”, lembra Lívia.

Vantagens

A produtora Joyce dos Anjos, 33 anos, sempre alimentou uma paixão avassaladora pelo Uber. Pelo visto, a coisa já deu uma esfriada. Pouco a pouco, tem descoberto vantagens em pegar taxis. “Agora, sempre que o preço tá dinâmico, eu faço a estimativa com taxis. Se estiver mais barato, fico com o TX. Se der igual, opto pelo Uber”, diz Joice, que recentemente foi de táxi do Pelourinho ao Rio Vermelho porque o aplicativo que rivaliza com os taxistas estava com valores muito altos.

Uma cidade como Salvador, com shows e ensaios de verão, é um convite à traição, né? Mas isso serve também para a hora de voltar par casa. São nessas situações que os preços do Uber se tornam menos atraentes.

A coordenadora pedagógica Paula Shirley Souza Santos, 36 anos, viveu uma experiência inusitada quando saía do ensaio da Timbalada, no Comércio. Fiel ao Uber, se assustou com a tarifa dinâmica ou, como diz a empresa, o fator multiplicador. Bateu na casa dos 2,9.

Ou seja, a cobrança seria de quase três vezes o valor normal. Mas ela preferiu insistir. Na verdade, junto com uma amiga, pediu carona para uma pessoa que pegava outro uber. “Antes de pedir um táxi demos sorte que o cara topou dividir o uber dele conosco”, lembra Paula, que espera até o limite para pegar um táxi. “Como saber qual taxista está dando desconto? Negociar na hora eu acho complicado. Prefiro pagar pelo serviço sem essa necessidade de barganhar”.

Promoções

Aos poucos, muita gente tem encontrado os melhores caminhos para pagar mais barato com o táxi. A maioria das vezes, um cálculo simples resolve o impasse. Os taxistas, tanto de empresas e aplicativos quanto os avulsos, têm se esforçado bastante para ganhar os clientes. O aplicativo 99 Taxi, por exemplo, partiu para o tudo ou nada.

A empresa não tem cobrado bandeira 2 ou a bandeirada (valor inicial da corrida) e ainda oferece 30% de desconto. É que o quilômetro rodado pelo táxi comum é de R$2,49. No aplicativo sai por R$2,10. E mais. O 99 Taxi já faz simulação do valor da corrida, semelhante ao que faz o Uber. “Está tendo mais corrida, não tenho dúvida. Aumentou mais o movimento”, confirma o taxista Iremar Guimarães, 51 anos. “Em vários momentos estamos muito mais baratos que o Uber”, avisa.

A tradicional Teletaxi também optou pela bandeira 1 durante todo o mês de dezembro, 24 horas por dia. Ou seja, apostou na promoção justo no período em que a lei lhes permite cobrar bandeira 2 em todos os horários e dias, inclusive sábados, domingos e feriados. “Até para ir no aeroporto e outros municípios cobramos bandeira 1, tanto pelo aplicativo quanto pelo call center”, avisa Jorge Freitas, supervisor da Teletaxi.

“O valor está quase igual ou às vezes mais barato que o Uber. Tanto que alguns colegas que haviam virado uber já retornaram para a Teletaxi”, garante Jorge. “Isso sem falar na segurança. O nosso principal fator é segurança. No Uber você não tem nenhuma garantia de quem é o motorista”. As outras empresas de rádio, de acordo com Jorge, estão cobrando bandeira 1 no horário normal. “Nesse mês de dezembro, só colocam a bandeira 2 a partir das 21h”.

Com informações do Ibahia

BUSCAR NO SITE:

O seu produto no caminho do consumidor
Outdoor, Taxidoor, Busdoor em Salvador e região Metropolitana

(Propaganda em Ônibus),