Bairros

Postado em 02/02/2017 10:17

Fotos e selfies retardam andamento da fila do Balaio de Iemanjá

.

Share Button
Share Button

Todo dia 2 de fevereiro, durante a Festa de Iemanjá que lota o bairro do Rio Vermelho, em Salvador, milhares de pessoas querem passar na Casa da Rainha do Mar para deixar presentes, agradecer e, claro, fazer pedidos. Só que a cada ano a fila para entrar na Casa ou deixar o balaio parece maior.

Isso não necessariamente é reflexo do aumento do número de devotos ou de frequentadores da festa. Na verdade, cada vez mais as pessoas querem aproveitar o momento de fé para exibir fotos e vídeos nas redes sociais. Então, ao entrar na Casa de Iemanjá tem gente demorando demais para sair em busca da selfie perfeita.
Diante do curioso problema, funcionários da Colônia de Pescadores organizam a aglomeração e dão pressa aos mais demorados. E se no quesito fé tem gente que não abre mão, a devoção está chegando forte para competir.

As fotos e selfies podem até se tornar um inconveniente diante da imensa fila, mas como bem canta Gerônimo em canção que homenageia Oxum, “se dá presente é tudo uma coisa só”.

BUSCAR NO SITE: