Esportes

Postado em 26/01/2017 9:38

Inter aciona Tribunal Arbitral na Suíça para solucionar caso Vitor Ramos

.

Share Button
Share Button

Recentemente o Inter contratou dois advogados suíços para, em trabalho conjunto com sua equipe de advogados em Porto Alegre, entrar com uma apelação junto ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), que tem sede na cidade de Lausanne, Suíça, e regulamenta disputas relativas a esportes.

Tudo isso para tentar resolver o caso Victor Ramos. O Inter indicou ainda um advogado português credenciado junto ao TAS para acompanhar o assunto. Envolvidos: Inter, CBF, STJD, Vitória e procuradoria. O TAS indicará o seu árbitro, assim com os demais interessados.

CBF e STJD podem não reconhecer a notificação. Neste caso o Inter não terá mais ninguém a quem recorrer na justiça desportiva. Mas pegaria muito mal desconhecer uma notificação de um tribunal que, entre outras coisas, declarou que Gibraltar deveria ser aceito na UEFA e suspendeu o velocista Justin Gatlin.

Entenda o caso:
Em novembro, o Internacional entrou com ‘notícia de infração’ no STJD pedindo análise sobre a inscrição de Victor Ramos. No começo de dezembro, o tribunal acionou as partes, mas não acolheu a demanda do Colorado. Depois do arquivamento, o time gaúcho impetrou recurso.

Entre o novo pedido de consideração à Procuradoria do STJD e a resposta, e-mails entre Vitória e o Departamento de Registros da CBF foram vazados. A entidade, mais tarde, alegou que as mensagens foram adulteradas e ainda deixou à cargo do Tribunal o encaminhamento ao Ministério Público do Rio de Janeiro. As acusações de falsificação tumultuaram ainda mais o caso e geraram grande repercussão pública.

A Procuradoria do STJD manteve a decisão de arquivar o caso. O Inter foi rebaixado no campo e parou de falar abertamente sobre o tema. Por fim, o clube afirmava que seguiria com a demanda apenas para provar que os documentos vazados, e previamente anexados no processo, eram legítimos.

BUSCAR NO SITE: