Notícias

Postado em 21/11/2015 1:41

Lula é vaiado em Marcha da Liberdade em Salvador

Quando o ex-presidente começou a discursar, foi fortemente vaiado. Cerca de cinco mil pessoas se reuniam no local, segundo a Polícia Militar.

Share Button
Share Button

O ex-presidente Lula, quem diria, teve sua onda segurada ontem pelo governador Rui Costa (PT) na Marcha da Liberdade. Lula não fez a caminhada, mas se incorporou a ela, junto com o governador, na Praça em frente ao Plano Inclinado do bairro, onde os dois subiram num trio elétrico. Quando o ex-presidente começou a discursar, foi fortemente vaiado. Cerca de cinco mil pessoas se reuniam no local, segundo a Polícia Militar.

O protesto só arrefeceu depois que Lula começou a listar as realizações sociais de seu governo. Mas o clima não estava bom para ele. Não fosse a presença do governador, nascido na Liberdade e cujos laços com o bairro tem buscado cultivar intensamente, o vexame vivido pelo ex-presidente teria sido maior, avaliavam ontem assessores de Rui e lideranças do PT depois do evento com certo constrangimento.

Rui, ao contrário, não recebeu vaias, mas só aplausos, embora, por causa de Lula, não tenha podido caminhar, restringindo sua participação no ato à subida no trio elétrico. O Política Livre já havia antecipado que, para evitar vaias, Lula recebeu recomendação para não participar de outra marcha, também em comemoração ao Dia da Consciência Negra, no Campo Grande, bairro tradicional de classe média de Salvador.

Não se sabia, então, que o ex-presidente chegaria apenas para subir no trio elétrico na Liberdade e que, pior que isso, corria risco de enfrentar protestos também num dos bairros mais populosos de Salvador. Enquanto Lula participou do evento, os organizadores da Marcha ficaram visivelmente tensos, com medo de que o clima de protesto aumentasse e ele fosse definitivamente impedido de falar.

BUSCAR NO SITE: