Itapagipe

Postado em 10/03/2018 7:06

Mulheres vitimas de violência terão novo centro de referência na Cidade Baixa

.

Share Button
Share Button

As mulheres vítimas de violência terão dois novos pontos de acolhimento na capital, a partir deste mês. Um deles será o Centro de Atendimento à Mulher Soteropolitana Irmã Dulce, na Ribeira, e outro será na Estação da Lapa. A escolha do primeiro local tem um motivo bastante específico. “A Cidade Baixa é o local com maior índice de violência contra a mulher, seguido por Cajazeiras”, explicou a secretária de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude, Taíssa Gama, acrescentando que a segunda região também receberá um equipamento similar em 2019.

O Centro da Ribeira, anunciado nesta quinta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, funcionará nos mesmos moldes que o Loreta Valadares, nos Barris, e oferecerá atendimento multidisciplinar ao público feminino vítima de violência, como assistência psicológica, social e jurídica. Já o ponto de atendimento na Lapa fará apenas o atendimento inicial. Se necessário, a mulher será encaminhada para os centros de referência. “A Estação é um ponto importante, pois é um importante local de passagem”, explicou a secretária.

Nesses centros, além do atendimento psicossocial, as mulheres assistidas poderão participar de cursos profissionalizantes, grupos terapêuticos, atividades de lazer, entre outros. “Todas essas ações têm essa característica de empoderar essas mulheres, de estender a mão do poder público para garantir toda uma rede de assistência e proteção a essas mulheres, especialmente aquelas que são vítimas de violência”, comentou o prefeito ACM Neto, durante cerimônia que anunciou diversas ações voltadas para cidadãs soteropolitanas.

BUSCAR NO SITE:

O seu produto no caminho do consumidor
Outdoor, Taxidoor, Busdoor em Salvador e região Metropolitana

(Propaganda em Ônibus),