Notícias

Postado em 30/01/2018 8:30

Prefeitura lança oitavo e último eixo do Salvador 360

Objetivo do Cidade Criativa é fomentar o que a capital baiana tem de mais original.

Share Button
Share Button
Chega a ser clichê dizer que Salvador possui um povo criativo, capaz de inventar e de reinventar com uma facilidade de dar inveja, seja para garantir o sustento do dia a dia ou o lazer e a diversão. Como se não bastasse, todo mundo no planeta sabe da nossa riqueza e diversidade cultural. Buscando ferver ainda mais esse caldeirão, foi lançado hoje o oitavo e último eixo do programa Salvador 360, chamado de Cidade Criativa. Os detalhes foram apresentados em cerimônia realizada no Terminal da França, no Comércio,pelo prefeito ACM Neto; pelos secretários de Desenvolvimento e Urbanismo, Sérgio Guanabara, e de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco; e pelos presidentes da Fundação Gregório de Mattos, Fernando Guerreiro, e da Saltur, Isaac Edington.
“O Salvador 360 é um programa com visão de médio e longo prazo e impacto para o futuro, pensado e estabelecido para garantir a distribuição de renda. No caso do Cidade Criativa, área que talvez seja o grande diferencial de Salvador, procuramos entender as diversas matizes que envolvem o setor e o potencial criativo da cidade, que terão incentivo direto da Prefeitura. Além das ações deste eixo, temos também a ideia futura de montar um hub criativo entre o Centro Histórico e o Comércio, assim como a criação de um fundo que possa promover o financiamento para incentivo às micro e pequenas empresas nessa área”, salientou o prefeito ACM Neto.
O Cidade Criativa possui 29 ações que têm um único objetivo: fomentar e estruturar tanta criatividade. Entre os setores beneficiados estão o audiovisual, fotografia, novas mídias, design, gastronomia, games, moda, artes, literatura, música e artesanato.  Além da plataforma de eventos que já movimenta a economia criativa da capital durante todo o ano (Carnaval, Réveillon, festivais culturais e na área esportiva, como a Maratona Cidade Salvador), o eixo trará diversas outras inovações.
Iniciativas – Um dos frutos do programa que já se materializa na cidade é a Casa do Youtube, que deverá ser inaugurada na semana do Carnaval. Localizada na Avenida Almirante de Leão, onde funcionava a antiga Casa Cor, na Barra, a estrutura, resultante de uma parceria entre a Prefeitura e a Califórnia Media House, contará com estúdios para geração de vídeos por parte de youtubers que visem potencializar o interesse turístico do público nacional e internacional pelo destino Salvador, através do marketing de conteúdo. Lá serão escolhidos criadores de canais que trabalhem temas relacionados à música, estilo de vida, entretenimento e humor, tendo uma atenção especial para a cena musical da capital baiana.
Uma outra ação do Cidade Criativa no âmbito audiovisual será o programa Salvador Filmes. Através da iniciativa, será implantada uma agência de fomento e uma film commission para trabalhar estímulo e articulação na produção de filmes. Também serão destinados recursos para editais de produção e distribuição. O espaço funcionará na Cidade Baixa, em local a ser definido, após a Prefeitura publicar edital para escolher o operador do equipamento.
Fotografia – No ramo da arte fotográfica, serão criados o Festival de Fotografia e Prêmio Mario Cravo Neto de Fotografia. As medidas visam colocar Salvador na rota dos festivais que acontecem no Brasil e no mundo, promovendo exposições, palestras, projeções nos espaços públicos e também concursos, estimulando a formação de novos talentos.
Gastronomia – O eixo Cidade Criativa também envolverá um programa de fomento à produção gastronômica típica da terra do dendê, por meio do Salvador Gourmet. A atividade propõe a realização de oficinas que serão realizadas durante um mês com grandes chefs baianos. De seus restaurantes, eles ensinarão receitas de pratos típicos. As oficinas darão origem à criação de webséries de culinária para divulgação da gastronomia baiana.
Outra iniciativa do Salvador Gourmet é a realização de um festival gastronômico, previsto para acontecer durante quatro dias. Chefs de cozinha farão apresentações ao vivo em espaços públicos com elaboração de receitas, dicas de uso sustentável dos alimentos, inspirando uma nova geração de profissionais da cozinha. A ideia é estimular soteropolitanos e turistas a frequentarem os restaurantes da cidade.
Game – Para os amantes de jogos eletrônicos, Salvador receberá campeonato do League of Legend, com seletiva on-line e presencial.  Os jogadores participarão de disputas transmitidas ao vivo pela internet para o Brasil e exterior. A programação conta também com atividades complementares, exposições, atividades interativas e experiências com realidade virtual. O E-Sports passa a integrar a plataforma de eventos da cidade por ser o setor de games um dos mais importantes eixos da economia criativa.
Feiras – O fortalecimento da economia criativa através da valorização das feiras de rua que acontecem em diversos bairros é outro alvo do Cidade Criativa. A proposta dá seguimento às ações que a Prefeitura já executa para realização da Feira da Cidade, Retalho Criativo, Salvador Boa Praça, Coreto Hype e Feira de Antiguidades, além de estimular novas iniciativas. De acordo com o presidente da Saltur, Isaac Edington, são investidos mais de R$1 milhão por ano em feiras de rua na capital baiana.
Mídia – Durante uma semana, a cidade será a capital nacional da propaganda com o Salvador Mídia Festival Week. O evento irá aquecer o mercado publicitário e, consequentemente, fomentar a criatividade e inovação nos trabalhos produzidos pelas agências de propaganda, empresas de comunicação digital, produtoras e designers. Esses profissionais terão a oportunidade de se reunir uma vez ao ano e a cidade vai ganhar ainda com a movimentação da economia, à medida em que o Salvador Mídia Festival Week irá favorecer o turismo corporativo e de negócios.
Arte em Toda a Parte – Já o programa Arte em Toda a Parte contará com 11 medidas de incentivo à cultura. Entre elas estão a permanência ou a criação de editais como Capoeira Viva Salvador, Gregórios, Arte Todo, Viva Cultura e Selo João Ubaldo. O Arte em Toda a Parte prevê um programa de oficinas de capacitação para elaboração de projetos culturais em parceria com Sebrae; atividades desenvolvidas nos espaços Boca de Brasa; implantação do Fundo de Cultura e incentivo às artes visuais em espaços e fachadas públicos, inclusive nas comunidades  A proposta do Cidade Criativa também é intensificar a ocupação de espaços culturais, a exemplos do Teatro Gregório de Mattos, Espaço Cultural da Barroquinha e Casa do Benin.
Música – O oitavo eixo do Salvador 360 contará com ações de mapeamento da cadeia musical e criação de estratégia de promoção internacional da música local, por intermédio do programa Cidade da Música. Outra iniciativa será o projeto Fábrica de Musicais, com a implantação de um núcleo de produção que traduza a identidade cultural soteropolitana, assim como o Rio de Janeiro especializou-se em musicais baseados em biografias e São Paulo em remontagens de grandes sucessos da Broadway. Serão ainda implantados o Selo Cidade da Música (com a criação de regras e incentivos para projetos que tenham vertente de transformação social) e o Prêmio Cidade da Música, para estimular artistas locais.
Moda – O universo da moda também terá vez, através da Oficina Salvador Fashion. O objetivo é promover, através de uma oficina internacional, uma competição envolvendo novos estilistas locais, com desfiles realizados em diferentes pontos turísticos da capital baiana. Os novos estilistas terão mentores conhecidos do mundo da moda. Em parceria com o Sebrae, haverá capacitação e qualificação para formalização da mão de obra da região do Polo Têxtil do Uruguai.
Eventos – A plataforma de eventos também conta com as seis principais iniciativas do gênero promovidas pela Prefeitura: Carnaval, Festival da Cidade, Festival da Primavera, Maratona Salvador, Festival Náutico e Festival da Virada. Com investimento já aplicado em torno de R$120 milhões, as ações – que têm contribuído fortemente para a atração de turistas e geração de emprego e renda – deverão ser ainda mais fortalecidos e aperfeiçoados nos próximos anos.
Incentivos – Serão lançados novos editais com foco em fomento da economia criativa dentro dos programas de Incentivo ao Desenvolvimento Sustentável e Inovação (PIDI) e Revitalizar. Empresas de economia criativa terão redução da alíquota de ISS para 2% em diversos serviços prestados nos imóveis beneficiados pelo Revitalizar (não optantes pelo Simples Nacional), sobretudo os que estão voltados às artes, tecnologia e atividades culturais.

SECOM – Secretaria de Comunicação

BUSCAR NO SITE: