Eventos

Postado em 14/11/2017 3:34

Recital Vozes Negras se apresenta no bairro do Uruguai especial no Novembro Negro

.

Share Button
750_20171113233011741 (1)
Share Button

Para marcar o Novembro Negro, o Recital Vozes Negras faz três apresentações gratuitas em comunidades periféricas de Salvador. Este mês, o espetáculo que tem foco no protagonismo feminino estará no Ilê Axé Opô Afonjá, em São Gonçalo do Retiro, nesta quinta-feira, 16, no Cine Teatro Alagados, no Uruguai, na sexta, 17, e na Associação Cultural É Ao Quadrado, no Alto do Cabrito, dia 26 (domingo).

No espetáculo que tem concepção e direção assinadas pelo ator e ativista Jorge Whashington – um dos fundadores do Bando de Teatro Olodum – atores e atrizes dialogam sobre amor, resistência, afirmação, autonomia feminina e discriminação racial de forma lúdica e combativa utilizando a poesia e outros gêneros literários.

A proposta é estimular a leitura entre os jovens e contribuir com a capacidade de transformação da realidade social do meio onde vivem. Dentre os autores que integram o repertório, textos de poetas e poetisas negras de diferentes gerações como Conceição Evaristo, Akins Kintê, Miriam Alves, Mel Adún, Lívia Natália, Urânia Munzanzu, Josélia Fonseca, Cidinha da Silva, Esmeralda Ribeiro, Rita Santana, Aline França, Alzira Rufin, Vanda Machado, Lita Passos, Carolina Maria de Jesus. A temporada deste mês conta com patrocínio da Companhia de Gás da Bahia (Bahiagás).

A interpretação fica por conta das atrizes Luciana Souza, Jamile Alves e Denise Correia embaladas pela musicalidade, ao vivo, do cantor Dão, do ator e percussionista Fábio Santana e do violonista Maurício Lourenço. Além de Michaela Harrison que faz um pocket show no final de cada apresentação. A identidade negra está presente, também no figurino da produção que é pela estilista Madá Negrif, referência de moda com afirmação da identidade negra.

Apresentações gratuitas 

A estreia, na próxima quinta, ocorre na Escola Municipal Eugênia Anna dos Santos, localizada no bairro de São Gonçalo do Retiro, às 16h. A instituição de ensino atende cerca de 350 alunos na faixa etária de 6 a 14 anos e é instalada no espaço sagrado do Ilê Axé Opô Afonjá que tem a ialorixá Maria Stella de Azevedo Santos (Mãe Stella) como líder espiritual.

No dia seguinte, às 19h, será a vez da comunidade da Cidade Baixa se reunir no Espaço Cultural dos Alagados, no bairro do Uruguai. O espaço tem capacidade para 150 pessoas e é o único equipamento cultural público da região da Península de Itapagipe.

O encerramento acontece, às 17h, no próximo dia 26, na sede da Associação Cultural É Ao Quadrado, no bairro Alto do Cabrito, em uma edição especial do Sarau do Cabrito – evento produzido por moradores e artistas do bairro para expressão de diversas linguagens culturais.

BUSCAR NO SITE: