Notícias

Postado em 01/01/2017 2:04

Réveillon: virada de ano em Salvador reúne mais de 500 mil pessoas na Praça Cayru

.

Share Button
Share Button

A quarta noite do Réveillon Salvador 2017 reuniu meio milhão de pessoas na Praça Cayru, no bairro do Comércio, em Salvador. Com shows de Natiruts, Saulo e Luan Santana, o antes e depois da virada de ano reservou algumas emoções para os fãs e para quem esperava de 2017 chegar.

A contagem regressiva para o novo ano foi comanda pelo cantor Saulo, que vestido de branco, celebrou a chegada do novo ano ao som do hino de Senhor do Bonfim. Já para o prefeito ACM Neto, a festa é sucesso absoluto e, provavelmente, terá novidades na edição de 2018.

“Pra nós foi um ano muito próximo da cidade de Salvador. A gente gravou nosso DVD aqui e quero agradecer a todo povo pelo carinho com o nosso trabalho”, disse Alexandre Carlo, vocalista da banda Natiruts, durante coletiva de imprensa minutos antes do show.

Com um show mesclando o pop e roots, o Natiruts abriu sua apresentação com a música ‘Presente de um Beija-Flor’. Na sequência canções como ‘Você Me Encantou Demais’, ‘A Sombra da Maldade’, ‘Quero Ser Feliz Também’ e ‘Liberdade Pra Dentro da Cabeça’ fizeram o público dançar.

A banda fez várias homenagens durante sua apresentação. O primeiro homenageado da noite foi o cantor Djavan com a música ‘Dou Não Dou’. Já o reggae da Bahia também esteve presente na homenagem feita pelo grupo. Pedindo aplausos para o  reggae produzido no estado e Edson Gomes, Carlo cantou ‘Perdido de Amor’, enaltecendo a estrada percorrida pelo artista baiano para que o reggae tivesse ainda mais qualidade e fosse respeitado por todos.

A Virada

Usando 14 toneladas de fogos de artifícios, o Réveillon Salvador 2017 teve 15 minutos de queima de fogos e sob o comandado do cantor Saulo deu início a contagem regressiva. “Muita coisa. Acho que a gente está começando essa mudança, mas ainda temos de melhorar muito essa coisa da honestidade”, disse Saulo, durante coletiva cedida antes de se apresentar, sobre o que achava que precisava mudar nas pessoas no novo ano que se inicia.

Saulo falou ainda sobre o convite de comandar a festa e de como seria seu show. “Eu achei esse negócio da virada uma viagem [sobre o convite para comandar a virada]. Esse show de hoje tem o objetivo de valorizar o que é ser baiano. Ressaltar e homenagear essa galera que tem um sorriso no rosto mesmo com tantos problemas que enfrentam.”

Era pouco mais das 23h30 quando Saulo subiu ao palco e declamando versos que retratavam características do que é ser baiano, iniciou sua apresentação ao som de ‘Raiz de Todo Bem’. Logo em seguida, saudou o Olodum com a canção ‘Nossa Gente’. Faltando seis minutos para meia-noite começou a chover e não deixou passar em ‘branco’. “Obrigado, chuva! Essa chuva é benção, viu brother? 2017 está chegando”, comemorou o artista, que cantou a música ‘EVA’ em seguida.

Mais de meio milhão de pessoas, segundo dados da Saltur, acompanharam a virada de ano. Ainda quando a queima de fogos acontecia, Saulo celebrou a chegada de 2017 ao som do hino do Senhor do Bonfim.

“Eu só tenho a agradecer a Salvador por me receber numa época tão bonita, em que as pessoas estão felizes. Eu estou muito feliz de passar a virada aqui. Não tem lugar melhor no mundo para passar o ano novo”, disse Luan Santana aos jornalistas pouco antes de entrar no palco. Passava de uma hora da manhã e cantando ‘Eu, Você, O Mar e Ela’, Luan Santana foi quinta atração da noite. Recebido sob aplausos e gritos dos fãs, o artista cantou ‘Chuva de Arroz’ e ‘Eu Não Merecia Isso’.

Avaliação do réveillon e novidades

Para o prefeito reeleito ACM Neto, o Réveillon Salvador 2017 está sendo sucesso absoluto. “Nós estamos batendo todos os recordes de público e participação popular. O que mostra de fato que Salvador conseguiu fazer o maior réveillon não só de todos os tempos, mas conseguiu se consolidar como o maior réveillon de todo o Brasil. A cidade está pulsando, vibrando com a sua energia, sejam as pessoas que estão aqui curtindo a festa ou aquelas que estão acompanhando de casa. A gente sente esse clima que é muito próprio de nossa cidade.”

Sobre a festa da virada do próximo ano, o prefeito revelou que novidades estão por vir. “Nós vamos pensar em novidades. O réveillon está consolidado e durante quatro anos a gente veio aperfeiçoando esse modelo, mas com certeza é preciso começar a pensar no próximo ano. Eu ontem conversei com o futuro secretário Cláudio Tinoco e já passei pra ele a missão de pensar na festa do ano que vem. Vamos avaliar se deve permanecer aqui [bairro do Comércio] ou não e quais as novidades que a gente pode produzir, mas com certeza a gente espera realizar para virada de 2017 para 2018 muita coisa boa e nova a fim de garantir que essa seja a maior festa do Brasil”, explicou.
Fãs

Espremidos nos gradis que separavam as pessoas do palco, o que mais chamava atenção era os fãs de Luan Santana. Cartazes, tiaras com o nome do cantor, bichos de pelúcia eram alguns dos itens que estavam com as pessoas.

Moradora de Mar Grande, no município de Vera Cruz, na Ilha de Itaparica, Karine Santos, 16, foi uma das fãs que chegou cedo para garantir um bom lugar para ver o ídolo. “Cheguei aqui às 12h para ver Luan. Ele é tudo na minha vida porque se não fosse ele eu tinha feito uma grande bobagem na minha vida. Depois que conheci ele tudo mudou.”

Com banner, camisa com o nome do fã-clube Princesas Baianas e urso de pelúcia, Jéssica da Silva, 18, moradora da Boca do Rio, chegou 13 horas antes da apresentação de Luan. “Eu amo ele demais! É muito amor que não tenho nem como medir. Cheguei aqui às 12h e estou esperando  pra vê-lo de perto”, contou a fã, que estava acompanhada de amigos e primeira vez passou a virada de ano na Praça Cayru.

BUSCAR NO SITE:

O seu produto no caminho do consumidor
Outdoor, Taxidoor, Busdoor em Salvador e região Metropolitana

(Propaganda em Ônibus),