Destaque C

Postado em 13/03/2018 1:26

Adolescente de 14 anos é espancada até a morte; tio é suspeito

Tio não aceitou o namoro da sobrinha com um rapaz mais velho e suspeito de tráfico de drogas.

Share Button
Share Button

Uma adolescente de 14 anos foi espancada pelo tio porque ele não aceitava o relacionamento dela com um homem mais velho e supostamente ligado ao tráfico de drogas. O crime ocorreu no sábado (10), na cidade de Araraquara, interior de São Paulo.

Hemilly Brenda Gonçalves de Oliveira morreu na tarde de domingo (11), na Santa Casa da cidade, onde havia sido internada em estado grave. O acusado do crime, Washington Manoel Gonçalves de Oliveira, de 27 anos, foi preso. Ele já havia sido denunciado anteriormente por agressões à própria mãe e à esposa.

Conforme o hospital, Hemilly apresentava traumatismo craniano e passou por cirurgia, mas não conseguiu se recuperar. A menina morreu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. O corpo passou por perícia no Instituto Médico Legal (IML).

No dia das agressões, policiais militares foram à procura do acusado e o encontraram escondido numa área de mata O homem tentou resistir, mas foi preso. Ele alegou à polícia que, ao saber que a sobrinha estava namorando uma pessoa de má índole, ele tentou alertá-la, mas houve discussão. Ele disse que apenas a empurrou e a garota, que era franzina e bateu com a cabeça ao cair.

A avó da jovem desmente a versão e disse que ele sempre teve ciúmes da menina e que era muito violento, principalmente quando bebia.

O suspeito foi autuado por homicídio doloso, quando há intenção de matar, qualificado pelo grau de parentesco, motivo fútil e por não dar chance de defesa à vítima. Ele teve a prisão preventiva decretada e foi levado para o anexo de detenção provisória da Penitenciária de Araraquara.

Amigos, colegas de escola, professores e outros parentes estavam inconformados com o assassinato da garota pelo tio e lamentaram a morte nas redes sociais. A Secretaria de Educação de Araraquara publicou uma nota de pesar  e uma nota de repúdio pela violência sofrida pela jovem.

BUSCAR NO SITE: